História

História

Sempre gostei de flores. Cresci vendo a maioria das mulheres da minha família arrumando vasos, mesas de jantar, e isso sempre chamou minha atenção.

Quando casei, vim morar em Indaiatuba, uma cidade no interior a 45 minutos de São Paulo. Tive três filhos, que até entrarem na escola, tomaram meu tempo da maior maneira integral possível. Quando as crianças já não ficavam muito em casa, senti uma necessidade de fazer algo, mas, que eu gostasse muito.

Pensei em Holambra que é ao lado e, comecei a fazer visitas aos criadores de todos os tipos de flores. O próximo passo, foi pensar em me aperfeiçoar. Fiz então alguns cursos lá, e em São Paulo. Comecei pela minha casa. Convidei amigos e família para os meus primeiros "ensaios". Resolvi me aprofundar, conhecendo melhor lugares como o “Ceasa”, comprando livros de plantas, flores, arranjos. Tudo foi muito rápido. Acho que quando fazemos aquilo que gostamos, nem nos damos conta que já não tínhamos mais tempo para quase nada. As encomendas começaram a chegar, dos amigos, da família e realmente esse trabalho do " boca a boca" é que me trouxe a felicidade de ir montando aos poucos uma pequena equipe, pois eu já não conseguia mais fazer tudo sozinha.

Acho que talvez seja das melhores sensações você lidar com uma coisa que gosta muito, faz com prazer, desenvolve sua criatividade e, vai começando a colher os frutos do que hoje em dia é meu trabalho.

Aos poucos você vai conhecendo pessoas novas, indicadas por outros, e, quando me dei conta, mal tenho tempo de fazer tudo, o que antes era tão normal. Hoje em dia, já há três anos, faço almoços, jantares, batizados, alguns casamentos, entrega de flores e também alguns pedidos fora de São Paulo.

Minha rotina não é fácil, envolve acordar muito cedo, criar e desenvolver às vezes 2 ou 3 trabalhos ao mesmo tempo. Mas, quando você gosta muito do que faz, isso passa a ser um grande prazer, e, é com esse prazer que me dedico a cada um dos pedidos que recebo, ouvindo os clientes, desenvolvendo seus temas e gostos, e nada é mais gratificante do que ver um bom resultado, sendo que os gostos e temas se divergem, é aí que entra a criatividade que te estimula a fazer um bom trabalho com a maior dedicação.

Das coisas gostosas é você receber um “obrigado" de clientes que ficaram felizes com o projeto, desenvolvimento e resultado.

Agradeço a todos que me incentivaram, talvez tenha sido através dessa motivação que eu construí meu trabalho, hoje em dia uma coisa que faço com o maior prazer e dedicação.